quarta-feira, outubro 31, 2012

Diz...


(imagem Pinterest)

... que hoje é Noite de Halloween. Por cá, é a Noite das Bruxas. Importada ou não, o que é facto é que a data já faz parte do nosso calendário anual. Ainda que por cá não exista o hábito tão enraizado de pedir doces à porta as pessoas, o que é certo é que passou a fazer sentido olhar para a noite de hoje de uma forma diferente (para os que não sabem, no Alentejo existia o hábito nesta altura do ano das crianças andarem de porta em porta a pedir frutos secos. Ainda que de uma forma diferente da imagem que temos do Halloween americano, o que é certo é que hábitos também os há por cá). Quanto mais não seja para se aproveitar para uma saída à noite. Não sei se decoram a vossa casa em especial para esta data, mas vi esta imagem na Internet e achei engraçada. E como eu gosto imenso de ter velas lá por casa, seria impossível não partilhar a imagem convosco. E vocês? Como assinalam esta data?

Numa...

... sociedade que se quer cada vez mais centrada nas pessoas e no valor que essas pessoas têm para as organizações em que estão inseridas e com as quais colaboram, tem de ser impensável achar que dedicar tempo ao estudo da Gestão de Recursos Humanos é um puro desperdício de tempo. Não se pode pensar assim na sociedade actual. As pessoas não podem ser meros números e todos os profissionais, seja qual for a sua área de trabalho, devem ter uma componente de recursos humanos no seu currículo. Porque a sua actividade profissional depende, no dia-a-dia, de lidar com pessoas, de estar em equipa, de gerir pessoas e não podemos achar que esta componente é muito importante.

Este é um pequeno desabafo sobre o que me disseram sobre o estudo da Gestão de Recursos Humanos... Que é um desperdício de tempo... Enfim... Mentalidades tacanhas que necessitam de evoluir, na minha modesta opinião...

terça-feira, outubro 30, 2012

Muitas...

... vezes andamos cabisbaixos e não sabemos muito bem porquê. Dizem-nos que não temos razão para estarmos tristes mas o que é certo é que não sentimos aquela força que em tempos nos caracterizava... Isto de viver tem muito que se lhe diga. A realidade de todos os dias, por mais simples que possa ser, é difícil de ser encarada e nem sempre se consegue levar todos os objectivos ao melhor porto...

Parece que os tempos são de mudança para mim... Desejo coisas boas no meu horizonte... A ver vamos...

segunda-feira, outubro 29, 2012

sexta-feira, outubro 26, 2012

Dei-me...

... agora conta que ainda não partilhei aqui como foi a participação nas minhas duas últimas corridas: a Corrida do Sporting e a Corrida do Tejo.
A 2ª edição da Corrida do Sporting correspondeu às expectativas: bom ambiente entre os participantes, abastecimento a não faltar durante a corrida, ofertas à chegada, claqus a darem apoio a quem enfrentou o levantar cedo num Domingo... Apenas o São Pedro não foi muito simpático já que brindou os participantes com um pouco de chuva. Há que goste de correr com chuva mas confesso que não sou fã. Parece que existe sempre o receio de escorregar no alcatrão e fazer uma corrida assim não me agrada. Valeu pela chegada no interior do Estádio do Sporting apesar da voltinha no fosso do estádio que este ano foi necessária para terminar a prova. No final, o tempo de corrida não foi melhor do que no ano passado mas já ouvi dizer que a distância que foi percorrida este ano foi superior à do ano passado. A ser verdade, então consegui melhorar o tempo para a distância de 10 km!
Seguiu-se a Corrida do Tejo no fim-de-semana passado... O dia começou bastante feio e com muita chuva mas depois o São Pedro lá deu umas tréguas aos muitos participantes e a corrida foi feita sem chuva. Esta será uma das provas mais emblemáticas do calendário de provas pós-férias de Verão. Sempre muita gente a aderir, um percurso muito interessante pela Marginal a ligar Algés a Oeiras e algumas (poucas!) pessoas a apoiarem os participantes na corrida. Um bom ambiente entre quem corre e música a não falhar em três pontos estratégicos. Dois abastecimentos para hidratar e uma bela chegada junto ao Forte de São Julião. É, sem dúvida, uma das provas mais caras (valores entre os 14€ e os 16€, dependendo da data de inscrição). Claro que, em ano de grande contenção económica, tudo isto pesa e quando se participa em mais do que uma corrida é claro que se começa a pensar por qual ou quais se irá optar. Para mim, a Corrida do Tejo foi a minha primeira corrida na distância de 10 km, pelo que tenho um carinho especial por esta prova. A t-shirt que é fornecida é uma técnica da Nike o que é sempre agradável, comparando com o preço que este tipo de camisolas custa em lojas da especialidade. Muito se falou do facto da tradicional medalha oferecida na chegada ter sido substituída por um íman para o frigorífico... Mas será que quem participa nestas corridas vai lá pelas ofertas à chegada ou pela prática desportiva e pela possibilidade de correr em locais habitualmente vedados a este tipo de actividade? Claro que são bons os miminhos à chegada mas eu participo fundamentalmente pela corrida em si, Isso sim vale a pena para mim! E este ano a Corrida do Tejo foi ainda mais especial pois originou um recorde pessoal na distância de 10 km, conseguindo roubar cerca de 4 minutos ao meu melhor tempo!

Venha agora a Corrida da Ciência no próximo Domingo!

Tenham uma óptima 6ª feira!

quinta-feira, outubro 25, 2012

Miss...

... Fiona é uma pessoa atenta e gosta de partilhar convosco diferentes e boas dicas. Na minha deambulação pelos meus blogs preferidos fui para ao Marcas por Amor da Marta Miranda e descobri a referência a um blog recente que desconhecia por completo. Chama-se Moda Jumbo e divulga as novidades de moda desta cadeia de hipermercados portuguesa. Devem ter achado tão estranho tal como eu achei a início mas descobri por lá algo que de certeza vai deixar muitas das leitoras mais vaidosas deste cantinho muito contentes! Para as amantes de galochas (e tendo em conta o belo tempo de Inverno que se faz sentir lá fora...), aqui fica a dica: o Jumbo tem, na sua colecção deste ano de Outuno/Inverno, uma colecção bem gira de galochas bem coloridas para pincelarem esta estação de sorrisos. E em ano de forte contenção económica porque não aproveitar estas sugestões low cost para continuar a estar na moda? Vão lá espreitar, de certeza que vão gostar!

Btw... Eu já escolhi o meu modelito!

Cada...

... vez mais confirmo o facto de que o que torna as organizações melhores, mais capazes de chegar mais longe e de ultrapassar os obstáculos que lhes surgem diante são as pessoas. São elas o alicerce das organizações e são elas que estão na base do sucesso de qualquer organização, seja ela pequena ou grande. E também do seu fracasso... E nesta coisa de pessoas em organizações é inevitável falar de liderança. Vários são os tipos de liderança que podem ser referidos e, com o evoluir dos tempos, novas formas vão surgindo como é o caso específico da liderança criativa. 
Pois bem, o objectivo deste post é sugerir-vos uma conferência exactamente sobre este tema: liderança criativa. A mesma vai realizar-se no próximo dia 5 de Novembro no Oceanário de Lisboa e é uma conferência gratuita mas com necessidade de realização de uma pré-inscrição. Como nem apenas de trapos, sapatunfos e divagações vive este blog, achei que poderia ser uma sugestão interessante para quem, desse lado, gostar deste tipo de temáticas. Para saberem mais dados sobre esta conferência e sobre o programa e oradores consultem este link nos Eventos do Oceanário de Lisboa.

Have...


... a wonderfull day!

quarta-feira, outubro 24, 2012

Porque...


... novas etapas na vidas das pessoas merecem ser comemoradas, hoje foi dia de almoçar no local diferente e festejar uma mudança boa e desejada. Parabéns!

terça-feira, outubro 23, 2012

Num...


... dia em que o trabalho se prolonga pelo dia fora, são bons momentos doces como este...

Hoje...


... a manhã anda ao som destes deliciosos Fun!

segunda-feira, outubro 22, 2012

Hoje...


... foi dia de vestir as cores do Outono...

A...


(imagem daqui)

... minha melhor amiga é, sem qualquer ponta de dúvidas, a minha mãe. Não existe ninguém que me conheça melhor do que ela. Que me compreenda melhor. Que me apoie de forma incondicional. Que me diga as palavras certas nos momentos certos. Que me faça acreditar que sou capaz. Que me faça sonhar. Que me faça dar gargalhadas. Que me faça meditar. Que me faça tomar as decisões mais acertadas. Que seja, juntamente com o meu pai, o meu porto de abrigo.

E ao descobrir estas ilustrações da autora Agustina Guerrero apenas me poderia lembrar dela e ver como acontece tal e qual. Não preciso dizer muito mais do que uma palavra para saberes exactamente aquilo que eu sinto... Porque saí de dentro de ti... E porque me conheces melhor do que ninguém!

domingo, outubro 21, 2012

Esta...

... noite, a Grande Reportagem da SIC tem o título de "O Elogio da Diferença" e é dedicada às pessoas portadoras de deficiência. Das imagens da reportagem que passaram não poderia deixar de assinalar aquelas que tantas vezes já ouvi de outras pessoas em reportagens semelhantes: o desejo de poderem trabalhar. São pessoas que têm igualmente sonhos como todas as outras e que desejam e muito trabalhar. Pessoas que não pedem mundos e fundos. Apenas pedem que as deixem ser iguais a tantas outras na condição de trabalhadores e que possam ser úteis à sociedade em que se encontram. São de louvar os empregadores que aceitam estas pessoas e as ajudam na sua integração na sociedade. Porque, apesar de estarmos no século XXI, muitos ainda são aqueles que acham que as pessoas portadoras de deficiência não conseguem desempenhar tarefas de acordo com o seu grau de deficiência. Porque ainda existem muitos empregadores que acham que estas pessoas não podem ser trabalhadores válidos e que não vão conseguir atingir os objectivos que lhes sejam propostos. Tanto que me incomoda esta postura... Tanto que me incomoda que estas pessoas ainda sejam tão segregadas numa sociedade que se diz tão moderna e tão capaz de aceitar a diferença. Sinceramente, ainda questiono tudo isto... E incomoda esta falta de sinceridade, a sério que incomoda...

Os...

... últimos dias foram animados. De correria (literalmente e não só!), de boas notícias e de boas perspectivas para o futuro, de reconhecimento, do início de um novo projecto e o alcançar de mais um objectivo. Assim sim vale a pena!

A explorar novas potencialidades desportivas conjuntamente com tecnologias de informação.

O início de um novo projecto!

Um amanhecer solarengo que sabe tão bem!

Corrida do Tejo 2012: o bater do recorde pessoal dos 10 km!

sexta-feira, outubro 19, 2012

Porque...


... hoje é o último dia útil da semana, não poderia deixar de passar por aqui com uma mensagem bem positiva para este fim-de-semana que já está mesmo à porta. Nunca pensem que é difícil de mais concretizarem aquilo que desejam. Sejam fortes e mesmo que tenham de esperar, pensem que essa espera pode trazer-vos resultados muito saborosos. Nunca uma tempestade é eterna. A bonança vem sempre e devemos esperar por ela. Ela chegará e irá trazer-nos, com certeza, a paz de espírito que necessitamos. Acreditem sempre e nunca desistam! Tenham uma excelente 6ª feira!

quarta-feira, outubro 17, 2012

Dois...



... dias, dois céus diferentes. Na 3ª feira, um céu com um amanhecer engraçado apesar das nuvens (a foto não faz jus à beleza deste céu, infelizmente...). Hoje, um dia de chuva que nunca mais largou. É assim o Outono...

Acho...


... que nunca tive um post em que me apetecesse falar de tantas coisas.

Para começar, que belo dia de chuva com que o São Pedro nos brindou... Mas desta vez eu não vou reclamar mas apenas porque já estava na altura de chover, ok? Eu só fico furibunda quando chove no tempo em que é suposto estar calor. Só aí é que fico muito triste contigo, São Pedro. Hoje não. Hoje compreendo que tenhas aberto as torneiras aí do Céu em grande estilo tal é a quantidade de mega poças que encontrei hoje a caminho do almoço. E, nestes dias, existe uma coisa que eu não percebo... Porque é que existem pessoas que podem questionar outras sobre o motivo porque sorriem em dias de chuva. A sério que não compreendo. O dia cinzento não deve conseguir aglutinar a nossa boa disposição e impedir-nos de mostrar os belos sorrisos que podem pincelar os nossos rostos... Nada a ver! Aliás, é nestes dias que devemos sorrir mais. A chuva não é mais do que uma mera manifestação da natureza e que é responsável por assegurar os ciclos de vida de inúmeros seres. Não existem flores sem chuva. E se sorrimos quando recebemos flores, devemos também sorrir quando chove pois é ela a culpada de podermos receber belos ramos de flores e suspirar por eles.

Depois, notícias cá do nosso cantinho à beira-mar plantado... Estava hoje a ver as notícias enquanto tomava o pequeno-almoço e não se poderia esperar outra reacção face à notícia que ouvi do que a má disposição: a perda da vontade de comer. Fiquei a saber que, numa escola em Loulé, uma criança de 5 anos foi impedida de almoçar e obrigada a permanecer no refeitório enquanto os seus coleguitas almoçavam devido ao facto de os pais terem uma dívida de 30 euros à escola (para saberem mais vejam, por exemplo, este link). Mais, a direcção da escola impediu uma das auxiliares de educação presentes de pagar do seu bolso o almoço da pequena. Eu nem queria acreditar no que estava ouvir... Eu compreendo a posição da escola no que toca ao facto de não aceitar que os pais das crianças tenham dívidas quanto a mensalidades e também compreendo que queiram tomar uma posição quanto a isso de forma a que as dívidas sejam regularizadas. Também compreendo que a escola arranjasse forma de fazer pressão sobre os pais dado que eles nada fizeram após diversos avisos por parte da escola. O que eu não compreendo e acho totalmente intolerável é a forma como a escola decidiu fazer-se ouvir junto dos pais. Acho completamente inadmissível (e se existir por aí alguém da área da psicologia que se pronuncie, sff) é castigar uma criança de 5 anos pelas atitudes de incumprimento dos pais. Sim, porque é a punição sobre a criança que poderá causar danos no futuro. Como é que responsáveis por uma escola podem obrigar uma criança a ver os seus colegas comer e impedi-la de tomar a mesma refeição que estava a passar em frente dos seus olhos? Acho incompreensível esta tomada de posição da escola. Aliás, acho que vai contra todos os princípios que devem reger a educação de pequenas crianças que ainda não possuem qualquer entendimento da realidade dos adultos. Para a pequena criança de 5 anos, a falta de comida naquele momento pode ter significado o não gostarem dela na escola... E quais são as consequência na mente da pequena criança? Apenas os próximos dias o dirão... Porque isso deveria ser sempre o mais importante. Os adultos que sejam punidos de alguma forma (agravamento das mensalidades, multas, whatever!), nunca optar por punir as crianças...

segunda-feira, outubro 15, 2012

Dia...


... 15 de Outubro de 2010 ficará sempre marcado no calendário como o dia em que a minha qualidade de vida melhorou substancialmente e como o dia a partir do qual pude voltar a fazer planos quanto à prática desportiva. Dia de "revisão" ao joelho direito muito bem sucedida. 4 meses de recuperação que, felizmente, correu muito bem podendo voltar bem depressa ao desporto. Muito obrigada ao meu médico e à minha fisioterapeuta por todo o apoio e profissionalismo. E acima de tudo, pela amizade nos dias mais complicados!

Hoje...

... reparei que me descuidei um pouco na partilha das fotos do Projecto 366 no que toca aos últimos dias. Aqui fica um resumo dos últimos dias.

Podem chamar-me estranha mas de vez em quando gosto de fotografar pequenos detalhes do dia-a-dia. Aqui fica uma seta por que muitos passam todos os dias mas se calhar poucos reparam. Uma seta que indica um caminho que se quer de alegria e paz!

A minha amada Lisboa. Existem cidades muito belas por esse mundo fora mas Lisboa será sempre Lisboa, mesmo num dia um pouco nublado.

6ª feira não foi um dia brilhante... Fiquei doente e tive de ficar em casa. Para passar o tempo, lá fui vendo uns filmes do Tim Burton...

Camisola pronta para a corrida do Sporting deste ano. Quatro palavras que dizem-me muito a quem é do Sporting. Quatro palavras a aplicar em cada quilómetro da corrida.

Dorsal e medalha da corrida do Sporting 2012. Tempo de chip para os 10 km: 1h08'47''. O objectivo era conseguir melhorar claramente o tempo do ano passado mas não foi possível. Estar doente nos últimos dias deixou-me um pouco em baixo de forma. Espero fazer melhor para a corrida do Tejo no próximo fim-de-semana.

domingo, outubro 14, 2012

Para...

... quem não sabe, nem todos nós temos o mesmo tipo de passada. Ou seja, quando andamos ou corremos nem todos nós apoiamos o pé da mesma forma no solo. Ora bem, quando se pensa em correr e estar na melhor forma possível, a forma como pisamos o solo é fundamental e o objectivo final é que nenhuma energia seja desperdiçada. E não existe melhor forma do que tentar combater este problema através do conhecimento do nosso tipo de passada e aquisição do calçado mais adaptado aos nossos pés. Para isso, felizmente, existem técnicos especializados que nos podem dar uma ajuda e permitir-nos descobrir se somos pronadores, supinadores ou neutros no que à passada diz respeito. Para quem não está familiarizado com estes três termos no que à passada diz respeito aqui fica uma breve explicação (fonte: site Asics).
Pronação: a pronação acontece quando há uma rotação interna excessiva do pé e do tornozelo. Desta forma, mais tensão é posta na estrutura do pé, o que pode desalinhar o tornozelo e os joelhos. A pronação desperdiça energia, fazendo com que o seu estilo de corrida seja ineficiente e aumento o risco de dores nas articulações, ou até mesmo lesões, caso o atleta utilize o tipo de calçado errado.
Neutra: a passada neutra é o tipo ideal de passada pois possui um nível equilibrado de pronação e supinação e cria uma absorção de choque eficiente na fase de apoio da passada. O arco do pé tem altura média e o calcanhar permanece na posição vertical em relação ao solo. Um corredor "neutro" é geralmente biomecanicamente mais eficiente e o risco de lesões é menor.
Supinação:  a supinação é o oposto da pronação e descreve uma situação em que o pé roda para o lado de fora. Neste caso, as forças durante o ciclo da passada não são distribuídas igualmente pelo pé que possui o arco alto e não tem a sua mobilidade afectada. O peso do corpo do corredor fica nos dedos de fora do pé, o que pode gerar lesões, principalmente nos joelhos, pés e costas.
Para compreender um pouco melhor e porque um desenho ajuda sempre, aqui fica a relação entre a curvatura do arco do pé e a pronação, neutro e supinação.

(imagem daqui)

Para se corrigir a pronação ou a supinação que possam existir, há que fazer uma boa selecção do calçado em função da orientação que tenha a nossa passada e é aqui que entra o teste da passada. Este teste baseia-se numa análise biomecânica dos movimentos dos nossos pés a andar e a correr.

 

O vídeo que aqui partilho da Nike Running mostra de que forma se processa este teste da passada. Diversas marcas permitem a realização deste teste. As duas que tenho conhecimento são a Asics e a Nike. 

Para quem está em Lisboa, a loja Pro Runner (no Parque das Nações) já disponibilizou a possibilidade de realização de testes da passada promovidos pela Asics (custo: 10€ que podem ser descontados na aquisição de uns ténis da marca), na semana anterior à realização da Corrida do Aeroporto. Não tenho conhecimento de quando estão previstos novos testes por esta marca na loja mas podem sempre consultar o site da Asics português onde irão encontrar a referência ao teste da passada desta marca identificado como Foot iD.

Quanto à Nike, os testes podem ser realizados em dois locais: na SportZone do Colombo (Lisboa) e do Mar Shopping (Porto). A marcação deste teste é simples e gratuito: basta enviar um e-mail para o Running Center mais próximo de vocês. Para saberem mais dados quanto aos testes realizados pela Nike basta consultar o separador Teste da Passada na página da Nike Running Portugal no Facebook

Como agora estou a levar mais a sério as corridas, achei por bem realizar um teste da passada. Como já não fui a tempo de fazer o da Asics, optei por fazer a marcação no Running Center do Colombo e ontem lá fui eu para conhecer um pouco melhor que passada tem Miss Fiona... Conforme é mostrado no vídeo, a primeira parte do teste destina-se a fazer o estudo do arco do pé e a distribuição do peso corporal pelos dois pés. Fiquei a saber que tenho um arco do pé normal (curvatura mediana) e que tenho mais peso distribuído para o pé direito do que para o pé esquerdo (diferença de cerca de 5%, nada de assinalável ou preocupante). Depois foi chegado o momento de subir para a passadeira e correr cerca de 15 segundos a uma velocidade confortável. Desta corrida fiquei a saber que tenho uma pronação muito ligeira, um pouco mais acentuada no pé esquerdo do que no pé direito. Os modelos de ténis que me foram aconselhados são os de estabilidade, para compensar a ligeira pronação existente. Especificamente no que toca a modelos Nike, posso optar entre os Lunarglide ou os Structure. Para conseguir melhorar ainda mais o desempenho na corrida, posso ainda optar por meias que confiram estabilidade adicional que, juntamente com os ténis de estabilidade, me ajudarão a melhorar o desempenho em estrada bem como minimizar o risco de lesões.

E assim fiquei a conhecer um pouco melhor os meus pés e a compreender de que forma posso escolher material desportivo que me ajude a fazer mais e melhor.

sexta-feira, outubro 12, 2012

Convençam-se...


... do que está nesta imagem. Nem sempre as pessoas que estão sempre dispostas a ouvir-nos e a dar-nos palmadinhas nas costas têm as melhores das intenções. Num mundo cada vez mais competitivo como o actual e mesmo que nos custe a admitir, existem pessoas sempre à espera de um deslize de quem lhes está por perto para o utilizarem em seu proveito. Não podemos achar que vivemos todos num mar de rosas e que quem nos rodeia está pronto para rodopiar connosco num prado verde qual Heidi e Marco nos Alpes. Já nada é assim tão inocente... 
Óbvio que não quero com isto dizer que todas as pessoas são mal intencionadas e que estão permanentemente à espera que venhamos a escorregar na banana. Nada a ver! Apenas me preocupa que existam pessoas que exponham de tal forma as suas vidas (profissional, privada, tanto faz!) e que contem tudo aquilo que se passa com elas. Não digo que entrem em modo ostra mas também não podem andar a publicar no jornal quantas vezes vão à casa-de-banho, quantas vezes tiveram sexo com os vossos namorados/maridos ou outra coisa qualquer. Há que estar desperto que quem está à espreita pode ter más intenções e todo o cuidado é pouco...

Desculpem-me este post um pouco mais agressivo mas acho que às vezes tem de ser e nem tudo é cor-de-rosa À minha volta... Infelizmente, vejo todos os dias pessoas demasiado melosas em relação a outras que, na maior parte das situações, estão apenas à espera de passar a perna. Incomoda-me a falta de sinceridade e de honestidade nas relações inter-pessoais e não me estou, de todo, a referir apenas a relações de carácter mais amoroso. Estou a falar nas relações simples do dia-a-dia que se vão estabelecendo em torno da máquina do café no intervalo da manhã... Momentos tão simples que podem fazer toda a diferença na forma como somos vistos pelos outros... Tenham um bom dia!

quinta-feira, outubro 11, 2012

Quem...

... acha que a Química e outras ciências não explicam as nossas vidas...


... É UM OVO PODRE!!!! (just kiding, my dears!)

quarta-feira, outubro 10, 2012

Sou...




... uma apaixonada confessa de chapéus, boinas, gorros e afins. Apesar de, no nosso País, ainda me sentir um pouco como um alien quando saio à rua com um destes acessórios, não passa um Inverno sem que não compre um miminho destes para mim. Andava eu a deambular pelo site da Zara e descobri estes miminhos no separador Zara Kids. Tenho mesmo de os ir ver de perto... Ai tenho, tenho!

Não...


... existe nada pior do que enganarmo-nos a nós próprios. Cada um é aquilo que é e não vale a pena fugir disso. Porque não fica bem ser de determinada forma. Porque não fica bem falar com determinado sotaque. Porque não está na moda gostar de determinada banda de música... Quando se começa a optar por esta via apenas para agradar aos outros, estamos a limitar-nos a apanhar o comboio errado. Nós somos o que somos e não vale a pena lutar contra isso. É a nossa personalidade, é a nossa forma de estar no mundo e é assim que a nossa pele nos serve verdadeiramente. É por todas estas razões e mais algumas que não vale a pena tentarmos ser aquilo que os outros querem que nos sejamos. Somos seres únicos e individuais e devemos preservar a todo o custo a nossa personalidade. Porque essa é só nossa e ninguém nos pode tirar isso! É por isso que, nesta 4ª feira, aqui vos deixo esta mensagem: sejam verdadeiros convosco e sigam os vossos sentimentos, os vossos desejos, os vossos sonhos e os vossos gostos. Apenas isso valerá a pena no final do dia...

terça-feira, outubro 09, 2012

Ontem...


... foi dia de me render ao padrão leopardo e comprar uns sapatinhos novos para a colecção!

Hoje foi dia de receber um miminho directamente dos Açores!

Os...

... nossos governantes continuam a ser pessoas engenhosas e continuam a conseguir surpreender-nos todos os dias! Desta feita, com a realização de um torneio de golfe para os deputados cujo custo foi assegurado pelo orçamento da Assembleia da República. Pois bem, eu sei bem que existem muitas profissões nas quais a manutenção da condição física é uma obrigação devendo os profissionais privilegiar a prática do exercício físico de forma a garantir que cumprem os mínimos exigidos. Mais, dado que a realização de provas físicas constitui parte integrante da sua profissão, chega até a ser autorizado um número máximo de horas por semana, durante o horário de serviço, para a prática do desporto.
Pois bem, ao ler esta notícia questiono-me se para os deputados também é exigida a realização de provas físicas obrigatórias e se elas incluem uma prova de golfe... Porque essa seria a única explicação para que um torneio desta modalidade tivesse de ser custeado pelo orçamento da Assembleia. As coisas que se descobrem neste nossos País...

Se quiserem saber mais sobre esta notícia, leiam o artigo do site Económico aqui.

Depois...

... de, no Domingo, ter aberto a janela e me ter deparado com um tal nevoeiro cerrado ao ponto de não conseguir ver o prédio da frente, hoje parece que o Outono já anda mesmo por aí. Céu bem nublado e triste e chuvinha miudinha a caminho do trabalho logo pela manhã. Mas será que podia estar um bocadinho menos de calor, se faz favor? É que este tempo nublado e abafado e demasiado húmido dá cabo de mim! Miss Fiona não gosta nada, mesmo nada! Parece que fico toda peganhenta e ainda acabei de sair banheira após ter terminado o banho e já estou com vontade de regressar. Ok, Outono... Podes chegar de armas e bagagens para ficar mas dá para ser com aquele tempo mais fresquinho que até sabe bem? Dá? Obrigadinha! Beijinho grande para ti!

Hoje...


... acordei com saudades desta cidade. Um local onde me senti em casa como apenas me sinto em Lisboa. Um local por onde deambulei e onde me achava capaz de viver. Amo esta cidade. As suas ruas, o movimento frenético de pessoas. Edifícios com histórias mais ou menos escondidas. Monumentos que reconhecemos em qualquer fotografia. Era capaz de viver numa casa com porta rosa forte em Portobello Road, era capaz de ir todos os fins-de-semana a Camden e deambular nos seus mercados. Era capaz de ir vezes sem conta à loja de chá Twinings na City, mesmo em frente ao Royal Courts of Justice. Era capaz de deambular por Oxford Street para cima e para baixo apenas para sentir a vida a pulsar em cada passada. Era capaz de me perder por Covent Garden... Tantas coisas nesta cidade que fazem palpitar o meu coração de cada vez que penso em Londres. Que vontade de regressar! Que vontade!

Qual é a vossa cidade? Aquele em que sentem um enorme aconchego como que parecendo que sempre pertenceram aquele lugar? Aqui ficam os meus desejos de uma boa 3ª feira em jeito de viagem por esse Mundo fora...

segunda-feira, outubro 08, 2012

Porque...

... faz sentido e gostei!

«Mais uma vez um abraço, aquele abraço de sempre
Aquele abraço que sente o que para sempre é segredo
Impaciente segredo e suave presença perdida em nós, despida em nós»

Toranja 'O Teu Mundo'

Como...

... o prometido é devido e não existe melhor forma de iniciar uma nova semana cumprindo aquilo a que nos propomos, aqui partilho convosco o plano alimentar que me foi indicado na semana passada considerando o meu metabolismo basal e a minha actividade física diária. 
Para quem não sabe, o metabolismo basal corresponde à quantidade de calorias ou energia que o organismo utiliza, durante o repouso, para o funcionamento de todos os seus órgãos como o coração, o cérebro ou os pulmões. O cálculo deste valor é feito com base no sexo, peso, altura e idade considerando ainda o tipo de actividade física que é praticada. "Cozinhando" todas estas parcelas, foi-me calculado um valor de metabolismo basal de cerca de 1800 calorias diárias que irão ser satisfeitas com 7 refeições. Muitas? Também me pareceu ao início mas esta é a única forma de assegurar que ingiro os nutrientes necessários para fazer todas as minhas actividades e que não passo mais do que 3 horas sem comer. 
O plano alimentar que agora irei apresentar é o que devo seguir nos dias normais, ou seja, nos dias em que não se prevê um acrescimento de actividade física. Quando se aproximar a data de realização de uma corrida, este plano alimentar sofre pequenos ajustes para assegurar que ingiro um pouco mais de calorias do que as correspondentes ao meu metabolismo basal para fazer face ao esforço adicional do dia da corrida. Aqui fica então o meu plano alimentar actual.

Pequeno-almoço (06:00)

  • 1 chávena almoçadeira de leite magro com Mokambo 
  • 1 pão de mistura com manteiga magra
Aqui posso substituir o pão e o Mokambo por cereais integrais (como o Special K ou o Fitness) e o leite por 1/2 iogurtes naturais não açucarados, posso juntar uma fatia de fiambre de frango/perú ao pão ou substituir a manteiga do pão por um pouco de doce ou de marmelada.

Meio da manhã (09:30)
  • 1 peça de fruta
  • 2 bolachas integrais ou tostas
Almoço (12:30)
  • sopa de legumes
  • carne ou peixe sem pele ou gorduras visíveis (aprox. 105 g)
  • 2 batatas pequenas ou 5-6 colheres de arroz ou massa
Lanche (15:00)
  • 1 peça de fruta
  • 3 bolachas Maria
Lanche 2 (18:00)
  • 1 iogurte magro de aromas
  • cereais integrais
Jantar (21:00)
  • Sopa de legumes 
  • carne ou peixe sem pele ou gorduras visíveis (aprox. 105 g)
  • 1 peça de fruta
Habitualmente, não costumo ingerir um prato principal ao jantar. Para compensar este facto, foi-me indicado que posso ingerir uma sopa mais substancial (sopa de ervilhas, grão, feijão ou favas) como substituição  da sopa de legumes mais leve.

Ceia (23:00)
  • 1 iogurte
  • 2 tostas integrais
Este é o plano que necessito de seguir, pelo menos, durante o próximo mês. Claro que está adaptado à minha prática desportiva (que se divide entre corrida no exterior e trabalho de ginásio) pelo que pode parecer-vos um plano com ingestão de demasiada comida. Mas nestas coisas de planos alimentares e de nutrição, cada caso é um caso e convém não estabelecer demasiadas generalizações. Trata-se de um plano não destinado ao emagrecimento mas sim a fornecer as quantidades de nutrientes necessárias para quem pratica desporto de forma regular e que está a preparar-se para correr uma meia maratona. Todos estes pontos foram tidos em conta na construção deste plano.

Caso tenham alguma dúvida ou queiram ver mais detalhado algum ponto do plano alimentar, não hesitem. Perguntem à vontade com um comentário aqui ou então enviem um e-mail para aminhavolta@hotmail.com. 

Todos...

(imagem weheartit)

... nós temos uma pessoa especial nas nossas vidas. Podemos nem sempre dar-lhe a importância merecida mas essa pessoa está lá. Até ao dia em que precisamos dela. Até ao dia que temos saudades dela. Até ao dia... Todos nós temos aquelas a que chamamos "as nossas pessoas". As que melhor nos compreendem. As que fazem sentido. As que sabem o que queremos mesmo sem proferirmos qualquer palavra. E essas pessoas são o nosso maior tesouro que devemos preservar com todas as nossas forças em todos os momentos. É por isso que hoje vos deixo esta mensagem neste início de semana... Preservem aquela pessoa especial que têm nas vossas vidas... Porque não existe nada melhor do que saber que ela existe e que está lá para nós...

domingo, outubro 07, 2012

Sou...

... uma eterna apaixonada. Sempre fui e sempre o serei. Nem mesmo as vicissitudes desta vida me fizeram mudar esta forma sonhadora (nunca levantando demasiado os pés do chão...) de ver a vida. É por isso que choro quando vejo a felicidade de duas pessoas. E é por isso que sorrio muito quando vejo fotografias em que a felicidade dessas duas pessoas se vê a transbordar por todos os poros. Gosto de ver as pessoas que são especiais para mim felizes. Gosto de as ver realizadas e a transpirar alegria. Sou uma eterna romântica e são estes pequenos momentos em forma de pedaço de céu que fazem feliz e sonhar!

(e toda esta divagação porque pude ver fotos da lua de mel de duas pessoas mais do que especiais... Sou uma lamechas, aqui me confesso!)

Nenhuma...


.. outra foto seria possível para o dia de hoje no meu Projecto 366. Dorsal e medalha da Corrida do Aeroporto 2012. Tempo de chip da prova: 1h 02 min 37 seg. Distância: 9 km. Posso dizer que não está nada mal este tempo. Foi uma estreia nesta corrida e uma estreia como Pernas de Gafanhoto. Os treinos depois das férias tiveram início por volta de meados de Setembro e por isso apenas posso ficar contente com este tempo.
O percurso da corrida foi feito partindo do Terminal de Carga do Aeroporto de Lisboa, pelas 10h, passando pela Alta de Lisboa com direito a uma volta na pista de atletismo Professor Moniz Pereira. Seguiu-se uma passagem pela Quinta das Conchas (com uma terrível subida de terra batida entre os 7 e os 8 km que deixou muitas pessoas para trás). O final da corrida fez-se no Terminal de Carga do Aeroporto de Lisboa. É um percurso simpático de fazer, apenas de assinalar como grande dificuldade a subida que existe na Quinta das Conchas. Bom ambiente entre os participantes na corrida existindo sempre alguém pronto para puxar por quem estivesse a ficar mais para trás. Foi uma experiência bastante divertida e a repetir na próxima edição de 2013. 

Banda...


... sonora para iniciar o dia de hoje. Tenham um excelente Domingo!!!!!!!

sábado, outubro 06, 2012

Não...


... sei se alguma vez comentei por aqui mas sou apaixonada por cactos! Desde que era apenas uma pequenina Miss Fiona. Ainda me lembro da primeira vez que vi estas plantinhas ao vivo: no antigo Carrefour cá do sítio lá estavam eles todos em filinha organizada a olharem para mim e posso dizer que foi amor à primeira vista. Naquele dia, lá vim para casa com um belo cactinho mimoso que só ele, daqueles mais simples, apenas em verde. Parecia uma Aloe Vera em miniatura. Anos passados os cactos já foram vários cá por casa (sim, porque quaisquer outras flores não sobrevivem muito tempo porque pura e simplesmente me esqueço de regá-las) e hoje foi dia de receber mais um mini-habitante. Aqui fica a foto dele ainda sem se ter instalado na sua casa nova. 

Não...


... sei se tiveram oportunidade de assistir à reportagem transmitida ontem à noite no Sexta às 9 da RTP1 (cliquem no link que acima partilho e poderão assistir à referida reportagem). Falava-se ontem dos vários jovens especialistas que o nosso Governo possui na sua estrutura. E quando digo jovens são mesmos jovens pois têm todos idades entre os 24 e os 30 anos mas, coitados, estão a receber vencimentos bastante modestos pelas funções que desempenham. Vencimentos modestos que são, no mínimo, de cerca de aproximadamente 3000€. Ora bem, ao assistir a isto nem sei se devo rir ou chorar... Quando é que alguém, que acaba de sair da faculdade, pode ser considerado como especialista em qualquer área que seja? Este facto foi, aliás, bastante salientado pelo Juíz Embargador que foi entrevistado no decorrer da reportagem e eu não poderia concordar mais com as suas afirmações. Para mim, um especialista deve obrigatoriamente ser um profissional com muitos anos de experiência numa determinada área e com muitas provas dadas. Um especialista não pode ser escolhido pela sua cor partidária mas sim pelo desempenho que tenha vindo a demonstrar durante a sua carreira. Mas, para o actual executivo, para se ser especialista basta ter pertencido a uma qualquer "Jota", ser genro de alguém que desempenha o cargo certo ou coisa do género... 
E, durante o tempo em que assistia a esta reportagem, a única coisa que me vinha à cabeça eram aqueles famosos anúncios de emprego a pedir jovens licenciados mas em que, como requisitos, era pedido um tempo mínimo de 5 anos de experiência na área a que se referia o anúncio. Sempre me fez confusão como é que um jovem licenciado poderia ter 5 anos de experiência quando havia terminado o curso recentemente mas, pelos vistos, é muito fácil de contornar essa questão em Portugal... Porque então qual seria a explicação para se terem especialistas no Governo que têm a modesta idade de 24 anos? Façamos então as contas: assumamos que o licenciado em questão tenha feito o Mestrado Integrado e não se tenha ficado pela actual licenciatura de 3 anos. Ora bem, 24 - 5 anos de Mestrado Integrado = 19 anos. Então vamos lá acrescentar 3 anos (já nem peço 5) de experiência na área... 19 - 3 anos = 16 anos! Espectáculo! Alguém que se licenciou aos 16 anos em Portugal é agora especialista do nosso Governo. Muito bem! A única conclusão possível deste raciocínio é que as crianças prodígio povoam o sistema de ensino português a avaliar pela quantidade de jovens especialistas que o nosso Governo possui...

Sinceramente... Poupem-me!

Hoje...


... é o dia pré-Corrida do Aeroporto. Por isso este dia não pode ser dedicado a outra coisa senão a descanso e calma. De manhã foi altura de ir desentorpecer um pouco as pernas numa caminhada (hoje não houve direito a treino para a Corrida do Tejo, que decorreu como habitualmente no Jamor, para dar o descanso merecido às pernas) e agora é momento de ir lendo um pouco, actualizar a lista de músicas no iPod e preparar a corrida de amanhã. A ver vamos como são os 9 km de amanhã!

sexta-feira, outubro 05, 2012

Uma...

... frase que responde à pergunta que me fazem tantas vezes sobre a razão porque gosto de correr..

... e o amanhecer na Baixa Pombalina da minha cidade de sempre e para sempre!

Acho..


... no próximo ano vai ter de ser mesmo assim infelizmente...

quinta-feira, outubro 04, 2012

Escrevo...

... eu sobre o carácter de lamentadores que os portugueses têm e, nem de propósito, leio este trecho num post intitulado "Do queixume" da Sílvia Batista:
Todos nós sabemos bem a cantilena do queixume. Todos, sem excepção, sabemos a sua rima, emparelhada para uns, interpolada para outros, mas todos nascemos com esse chip incorporado. Ora porque não nos pagam, ou não nos dão o devido valor, ou porque não nos amam, a quase totalidade no nosso queixume está assente em situações que nos cabe mudar. Mas nós que fazemos? Continuamos o queixume. Até porque tem mais graça, menos trabalho e, pasme-se, gera muito mais atenção positiva. Vá-se lá saber porquê.

Para grande pena minha, o chip do queixume não traz apenso o chip do pensamento. Aquele que nos faz falar e agir, pensar e fazer. Porque fazer implica trabalho. Trabalho implica comprometimento. E comprometimento implica estar quando se diz que está, e fazer quando se diz que faz.
E é pena que assim seja... Ai que temos tanto para mudar...

E...

... pronto! Lá foram anunciadas as medidas que vêm substituir a TSU. E pronto! Lá vamos ter mais uma machadada nos nossos bolsos a partir de Janeiro de 2013. Os funcionários públicos, pensionistas e reformados vão ver devolvido um dos subsídios que lhes havia sido retirado em 2012, agora resta saber é se, com todas as subidas de impostos que vão ocorrer, as pessoas vão ficar efectivamente com esse subsídio ou não. A ver vamos! Obviamente que hoje não se fala de outra coisa. Nos transportes. Nos corredores do trabalho. E nos jornais... Não sei se já tiveram a oportunidade de ver a capa do jornal I de hoje mas confesso que não pude deixar de sorrir pela lembrança que tiveram. Colocaram os metralhas na capa... E não é assim que todos os portugueses se sentem? Não é roubados que nos sentimos em todos os momentos que vemos os impostos a subir e uma crise que nunca mais há forma de estar resolvida?
Temos exemplos de países como a Islândia ou a Irlanda que lá foram recuperando do seu estado de crise e parecem agora estar no bom caminho. É verdade que podíamos seguir os seus exemplos mas temos um grande fosso que nos separa e esse fosso tem um nome muito simples: mentalidade. Não querendo usar a velhinha desculpa dos países latinos do sul da Europa para justificar o que quer que seja, a verdade é que a forma de lidar com os problemas e a crise é claramente diferente entre os países do norte e do sul da Europa. Não somos os mesmos e deveríamos aprender mais com os países que têm nevões e tempo frio na maior parte do ano. Países cuja luz do sol tem alturas de nem se avistar mas que, mesmo assim, conseguem dar a volta e estar no topo em várias frentes. O grande problema de Portugal é a sua mentalidade de permanentemente arranjar desculpas para tudo. É certo que toda a fase do Estado Novo deixou marcas incontornáveis na história lusa e na forma de pensar dos portugueses. Mas não podemos culpar eternamente Salazar de tudo o que se passou após ele deixar de estar à frente deste País. Não foi ele que tomou as decisões na fase pós-25 de Abril. Não foi ele que promologou leis e que decidiu que Portugal deveria seguir esta ou aquela via. Por acaso vêem a Alemanha sempre a culpar Hitler dos acontecimentos que viveu no pós-Segunda Guerra Mundial? É claro que todas as restrições e a divisão a que se viu sujeita após 1945 (e que durou até Novembro de 1989) se ficaram a dever ao regime nazi mas não foi por isso que os alemães culpam o Hitler da mínima crise que lhes possa surgir. Arregaçam as mangas, unem-se como povo e bola para a frente! O sentido de união do povo alemão (e olhem que eu estou longe de ser uma pessoa que venere a Alemanha, nada disso!) está longe do nosso sentido de união como povo português. Aliás, tenho momentos em que tenho sérias dúvidas que esse sentido de união exista efectivamente. Ok, houve a manifestação e tal mas isso tratou-se de sair para rua. Será que se fosse para arregaçar as mangas nos uniríamos da mesma forma? Sinceramente não sei e isso deixa-me triste... 
Ainda ontem, aqui no meu local de trabalho, falava-se durante a hora do almoço que certos países possuem este espírito de povo tão enraizado fruto das guerras que viveram. A Espanha com a sua Guerra Civil nos tempos de Franco. Muitos países da Europa com a Segunda Guerra Mundial. Nós tivemos a Guerra Colonial mas que foi feita fora de portas... Muitos foram os portugueses que partiram para lutar nas ex-colónias e nunca regressaram. Não quero com isto dizer que Portugal deveria ter sido um campo de sangue. Nada a ver. Apenas acho que reside neste ponto uma possível explicação para a falta de espírito de união que nos caracteriza para os assuntos que verdadeiramente importam. Os portugueses  ao saberem de um apelo, unem-se e são solidários em torno dessa questão mas em muitos outros campos não poderiam estar mais de costas voltadas. E isso dói-me enquanto portuguesa que ama este País.
Não será de espantar que 2013 seja um ano em que veremos ainda mais portugueses abandonarem a sua pátria em busca de melhores condições fora de portas já que por cá qualquer dia têm de pagar para ir trabalhar. Magoa ver esta realidade em que tantas famílias precisam de viver afastadas porque, de outra forma, não teriam dinheiro para o conseguir fazer. Dói, dói muito...

quarta-feira, outubro 03, 2012

Enquanto...

... Vítor Gaspar se dirige ao País para anunciar as medidas de austeridade a serem implementadas em 2013 (e eu não consigo aceder à página de nenhuma agência noticiosa dada a quantidade de pessoas que andam por lá...), lembrei-me de fazer uma pequena pergunta aos leitores deste blog. Dadas todas as mudanças que estou a fazer por esta altura ao nível de alimentação e postura perante o desporto, o que acham se eu partilhasse por aqui sugestões quanto a plano de treino e de alimentação e reviews de algum material de desporto para quem, desse lado, também gosta desta coisa de corridas? Digam de vossa justiça que é para eu preparar os posts se for caso disso!

Bem...

... sei que os tempos são de crise. Ainda para mais, hoje Vítor Gaspar vai anunciar pelas 15h quais as medidas de austeridade que vão ser implementadas em substituição do aumento da TSU... Parece que nada vem para ajudar o nosso bolso a ficar mais gordinho. Estamos em clara dieta e corremos o grave risco de, muito em breve, ficarmos todos com uma valente anemia económica (isto se já não a tivermos efectivamente...). Pois bem, como eu gosto sempre de dar boas sugestões e como quando descubro certas coisas não gosto de as guardar apenas para mim, é chegado o momento de mais um post de serviço público. Para os amantes de marcas desportivas e para quem viver na zona de Lisboa, irá decorrer no próximo fim-de-semana (dias 05 a 07OUT) no Pavilhão do Belenenses, a Stock Killer onde poderão encontrar marcas como Adidas, Nike, Puma e Merrel entre outras com descontos. Porque não aproveitar para fazer já umas comprinhas para o próximo Natal? Aqui fica a dica da Fiona. Tenham um bom dia!!!

terça-feira, outubro 02, 2012

Na...

... 2ª feira descobri que tenho uma caneta que faz uns biscates como agente secreto quando eu não estou...

... Na 3ª feira foi dia de sair de casa ainda antes do sol nascer para ir trabalhar...

E assim começa a minha semana!

Desde...



... sempre que a preocupação com uma alimentação cuidada tem feito parte da minha vida. Desde os cinco anos que a actividade física faz parte do meu dia-a-dia. Exigência elevada ao nível da linha (nos primeiros 11 a 12 anos de prática) fez com que as sobremesas e refeições mais calóricas ficassem sempre reservadas para o Domingo ou dias de festa. Talvez por isso, agora na idade adulta, me seja relativamente fácil dizer não a este ou aquele excesso e as bolachas e afins não tenham lugar nos armários da cozinha cá de casa (com excepção dos geladinhos de fim-de-semana no frigorífico). Reconheço que, nos primeiros anos, era mais fácil fazer o controlo da minha alimentação já que, tendo a Mamã da Fiona a cozinhar, tudo se tornava mais fácil. Depois, com a entrada na fase adulta e saída de casa, a dificuldade em manter uma alimentação mais regrada ficou um pouco mais dificultada mas nada que me levasse a afastar-me muito do rumo que sempre conheci no que toca a paparoca. Mas podem dizerem-me que, a avaliar pelas fotos do Projecto 366, sou muito gulosa e ando sempre a comer doces mas nem por isso... Sim, é um facto que sou gulosa mas tento reservar a satisfação do pecado da gula para momentos especiais ou para o almoço de Domingo. 
No entanto, decidi que era chegado o momento de consultar uma nutricionista. Apenas o tinha feito uma única vez (já lá vão sete anos) um pouco em jeito de satisfação de curiosidade. Mas desta vez o objectivo é outro e bem claro! Como já se devem ter apercebido, sou uma pessoa que gosta de desporto, especificamente de corrida. Fixei para mim própria o desejo de, em 2013, correr a minha primeira meia maratona. Se uma distância de pouco mais do que 21 km implica treinos regrados ao nível da actividade física específica de corrida e de fortalecimento muscular em ginásio, implica também uma alimentação cuidada e que possa fornecer a quantidade de calorias necessária ao esforço físico que a preparação para uma prova destas implica. Por este motivo, achei que os conhecimentos que tenho ao nível de alimentação não eram suficientes e não queria estar a cometer erros a este nível tão importante. Achei que era chegado o momento de ter um acompanhamento profissional e tive, na semana passada, a primeira consulta de nutrição que passou por uma análise daquilo que sou a nível a alimentar e pela fixação do objectivo de traçar o meu diário alimentar até à próxima consulta. A partir de hoje, irei ter o plano alimentar adequado à minha idade/altura/peso, objectivos desportivos e metabolismo basal. 
Porque quando se traçam objectivos, convém que sejam realistas e que tudo se faça com pés e cabeça. Assim, para que em finais de Março de 2013 eu esteja a correr a meia maratona da Ponte 25 de Abril, comecei assim o meu plano. Wish me luck!

Já...

... sei muito bem aquilo que vocês vão pensar aí desse lado... Que me estou a tornar muito repetitiva, que agora os meus posts não falam de outra coisa, bla bla bla e por aí fora. Pensando bem, os meus queridos leitores não deixam de ter razão mas o que é facto é que, com o início do mês de Outubro e a aproximação das várias corridas em que estou inscrita, a minha mente está bastante focada nos treinos e nas corridas. E venho aqui só para partilhar a mais recente conquista do dia: 7 km em contínuo a correr, com subidas e descidas, e sem qualquer paragem! Pelos vistos os treinos estão a compensar e estou a gostar do rumo que tudo está a tomar! 

E agora prometo-vos que vou tentar não ser tão chata com estas coisas das minhas corridas...

segunda-feira, outubro 01, 2012

Primeiro...


... dia de Outubro. Hoje avizinha-se um dia bem longo de trabalho por isso apenas o posso iniciar com um belo café. Se existe coisa que detesto é andar cansada logo desde manhã quando o dia que tenho pela frente vai ter muitas horas (mais do que o habitual no local de trabalho). Por isso, todos os truques são poucos para lhe fazer frente com um sorriso nos lábios por isso agora vou só ali à máquina do café e já volto!! Tenham uma excelente 2ª feira e que sejas muito bem vindo, mês de Outubro!